domingo, 1 de novembro de 2009

Memórias de Música - 10


Nasceu a 29 de Agosto de 1958 em Gary no Indiana, EUA. Era um dos nove filhos de Kate, cantora de Blues e de Joe Jackson, guitarrista de Rhythm and Blues.
Com mais quatro dos seus irmãos integrou o grupo Jackson Five, dirigido pelo pai. Conseguiram assinar um contrato com a grande companhia de Detroit – Motown.
Apesar de fazerem um Pop-Soul bastante agradável o primeiro disco “Big Boy” não teve grande sucesso. No entanto com o apoio de Diana Ross gravaram em 1969 o disco “Diana Ross presents the Jackson Five” e conseguiram o primeiro lugar dos tops americanos com o single “Since I want you back” e o segundo nas listas Inglesas.
Os Jackson Five realizaram alguns discos com grande êxito como “Christmas Álbum”, “Get together” e o duplo “The Anthology”. Michael Jackson era a voz que se destacava e como não poderia deixar de ser encetou uma carreira a solo se bem que de tempos a tempos vá regressar ao grupo gravar e sair logo de seguida.
Em 1979 com Quincy Jones na produção, publica o álbum “Off the Wall”. Este disco constituiu uma enorme surpresa porque apesar da grave crise que a indústria discográfica norte América passava, vendeu oito milhões de cópias. Deste disco destaque para “Don’t stop till you get enough” que chegou ao top das listas dos singles mais vendidos.
1982 foi um ano marcado a fogo na carreira de M.J. é o ano de “Thriller” editado pela Epic. Este disco revolucionou a música Pop e tem uma produção muito refinada de Quincy Jones. Em poucos meses vendeu vinte e um milhões de cópias e passa a ser o disco mais vendido da história da música. É ainda de assinalar o extraordinário vídeo realizado por Landis com M.J. a transformar-se em lobisomem.
Foi preciso esperar cinco anos para outro disco ver a luz do dia. “Bad” de 1987. Este trabalho não veio acrescentar nada à carreira de M.J. mas a produção espectacular que Quincy Jones realizou fez com que o disco se vendesse bastante bem, mas sem atingir quer a qualidade quer a quantidade de “Thriller”.
Em 1991 sai o álbum “Dangerous” o primeiro sem a produção do mago Quincy Jones. Este disco veio repor alguma da qualidade perdida com “Bad” mas ainda assim muito aquém de “Thriller”.
Entre música para filmes, vídeos e participação em discos dos Jackson Five e duetos com vários artistas, M.J. é o mentor do projecto USA FOR ÁFRICA e autor do tema “We are the world” cujas receitas se destinaram a ajudar a combater a fome em África.
Evidentemente que nem tudo foram rosas na vida e carreira de M.J., como grande estrela que era viu o seu nome associado a casamentos feitos por conveniência, a outros que não se realizaram, a paranóias com a saúde, saía de casa com uma máscara na boca por causa dos vírus, a tratamentos de pigmentação, chegando a ficar com a pele toda branca, negócios ruinosos, acusações de assédio a menores, nunca provados em tribunal, entre muitas outras coisas algumas completas invenções outras verdades puras.
Michael Jackson foi uma estrela das mais brilhantes no firmamento da música Pop. Foi ele que elevou à escala planetária a cultura e a música Pop negra. Morreu no dia 25 de Junho de 2009. A melhor homenagem que lhe podemos prestar é ouvir uma das suas mais belas canções “One day in your life”.

por João Balseiro



Para ouvir toda a canção basta um "clic" em "Play full song here"

Sem comentários: